ISUMA

Sobre

ISUMA, que significa “pensar”, é um coletivo de empresas de propriedade Inuit com sede desde 1990 em Igloolik, Nunavut, com um escritório em Montreal. Em janeiro de 1990, quatro sócios Zacharias Kunuk, Paul Apak, Pauloosie Qulitalik e Norman Cohn incorporaram a Igloolik Isuma Productions Inc. para produzir e distribuir filmes independentes em língua inuit, apresentando atores locais recriando a vida inuit na região de Igloolik nas décadas de 1930 e 1940. Nos dez anos seguintes, Isuma ajudou a estabelecer um centro de artes de mídia Inuit, o NITV; um grupo de mídia e circo juvenil, Artcirq; e um coletivo de vídeo feminino, Arnait Video Productions. Em 2001, o primeiro longa-metragem de Isuma, Atanarjuat The Fast Runner, ganhou a Camera d’or no Festival de Cannes; o segundo longa de Isuma, The Journals of Knud Rasmussen, abriu o Festival Internacional de Cinema de Toronto de 2006. Em 2004, Isuma incorporou a Isuma Distribution International e em 2008 lançou o IsumaTV www.isuma.tv, o primeiro site mundial de arte de mídia indígena que agora exibe mais de 7.000 filmes e vídeos em 84 idiomas. O projeto de arte-mídia de Isuma representou o Canadá na Bienal de Veneza de 2019 com seu mais novo longa, One Day in the Life of Noah Piugattuk, que foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Toronto e ganhou o prêmio de Melhor Filme Canadense no Festival Internacional de Cinema de Vancouver 2019.

 

http://www.isuma.tv/