Pivô Pesquisa

O Pivô Pesquisa é o programa de residências artísticas do Pivô que está em atividade permanente desde 2013, sediado no edifício Copan, no centro de São Paulo. Ao longo dos anos, o Pivô Pesquisa acumulou ampla experiência na formação de artistas a partir do acompanhamento crítico de projetos e na facilitação de desenvolvimento de trabalhos, tendo estabelecido uma rede de profissionais que colaboram frequentemente com o programa. Mais de 150 artistas, entre brasileiros e estrangeiros passaram pela residência do Pivô.

 

O programa anual é realizado em três ciclos de 12 semanas que recebem até 9 artistas por ciclo. Aos participantes é oferecida uma bolsa-auxílio-pesquisa no valor de R$750 mensais, durante a duração do programa. Cada grupo é acompanhado por curadores convidados, que trabalham em colaboração com a equipe curatorial do Pivô. Esses profissionais seguem os processos dos artistas durante todo o ciclo, promovendo um ambiente crítico compartilhado, apoiado em diferentes atividades educativas.

 

As atividades do programa Pivô Pesquisa ocorrem, em periodicidade semanal, conforme abaixo:

 

Aula inaugural: Uma fala no início de cada ciclo, ministrada por um artista, curador, teórico ou escritor convidado, aberta ao público, tem como objetivo desenvolver um assunto específico relacionado à atividade artística ou ainda sobre o processo criativo. Esta atividade oferece oportunidades para interação intensiva com artistas profissionais trabalhando em diferentes mídias, assim como uma ampliação do espectro de pontos de vista sobre a arte e o contato com diferentes métodos de trabalho;

 

Acompanhamento curatorial: O curador convidado do ciclo realiza visitas individuais regulares, orientando as pesquisas e propondo reflexões. Nesses acompanhamentos também são discutidos encaminhamentos para o desenvolvimento e a realização de projetos e trabalhos;

 

Apresentação de trabalhos: Nessas conversas, cada artista apresenta seu trabalho para todo o grupo e para a equipe curatorial do Pivô. Esse é o momento em que os artistas escutam uns aos outros e têm um acesso privilegiado à produção de cada um. As conversas geram debates em torno de questões conceituais, apresentação e formalização de obras e funcionam também como exercícios de exposição e de produção de discurso sobre a prática em processo no ateliê;

 

Encontros regulares: Com periodicidade variada, esses encontros são destinados a eventuais leituras e discussões de textos, debates sobre temas de interesse do grupo, reuniões de avaliação da residência e concepção e produção do evento de encerramento;

 

Pivô Pesquisa visita: O Pivô Pesquisa organiza encontros virtuais com artistas. Nesses encontros os residentes têm a oportunidade de entrar em contato com os processos de trabalho de profissionais de outras gerações e conhecer de perto seus projetos e pesquisas;

 

Pivô Pesquisa convida: Os residentes terão dois encontros individuais ao longo da residência com um crítico, artista ou curador convidado pelo Pivô. Nesses encontros, que duram entre 45 minutos a 1h30, os residentes mostram sua produção e têm a oportunidade de discuti-la diretamente com esse profissional. A equipe curatorial do Pivô busca convidar profissionais abertos à escuta, cujas pesquisas se alinhem às dos artistas em residência e que tenham experiência em orientação de projetos artísticos;

 

Programa público: A cada ciclo são ministradas atividades realizadas por artistas, curadores, teóricos ou escritores convidados que são abertas ao público. O objetivo é ampliar debates específicos relacionados à atividade artística ou o processo criativo. Estas atividades oferecem oportunidades para interação com profissionais trabalhando em diferentes mídias, ampliação do espectro de pontos de vista sobre a arte e o contato com diferentes métodos de trabalho;

 

Blog, Canal de Vídeo e Redes Sociais: No blog, canal de vídeo e redes sociais do  Pivô, publicam-se os perfis e as linhas de interesse de cada um dos artistas residentes, assim como entrevistas, imagens dos artistas, sozinhos ou reunidos, além de imagens de trabalhos em processo ou finalizados. Essas são algumas das formas de tornar público os conteúdos e as atividades em desenvolvimento no âmbito da residência. Os conteúdos publicados deverão passar por um processo de edição feito pela equipe do Pivô;

 

Evento de encerramento: Este é o momento em que o público é convidado a conhecer o trabalho e o processo dos artistas residentes ao término de cada ciclo. Neste evento, os participantes do programa testam possibilidades de formalização e apresentação de seus trabalhos e processos, negociando ideias e criando programas coletivos. No contexto da pandemia, a realização do evento está sujeita aos protocolos de segurança sanitária vigentes. Em 2020, a atividade foi adaptada para o ambiente digital, tendo o site do Pivô como plataforma. A participação do residente não é obrigatória nesta atividade.

 

Para mais informações, baixe a apresentação sobre o programa no link ao lado ou escreva para pesquisa@pivo.org.br.