Ateliê Aberto + Ativação final “Predição Instantânea do Tempo” + “Algo Vai Mal”

Webp.net-gifmaker (1)
Período

27/07/2019

Horário de funcionamento

das 13 às 19h

Entrada

gratuita

No dia 27 de julho, o Pivô estará totalmente ocupado com uma série de eventos: os artistas participantes do segundo ciclo do programa de residências Pivô Pesquisa irão realizar o Ateliê Aberto, Eduardo Navarro promoverá a ativação final das obras de sua exposição “Predição Instantânea de Tempo“, e a instituição irá lançar seu novo programa: o Agente Duplo, com a proposição “Algo Vai Mal“, das artistas Isadora Soares e Raquel Sena, que também fazem parte da equipe do Pivô.

O evento Ateliê Aberto do programa Pivô Pesquisa é o momento em que os artistas em residência convidam o público para o espaço de seus estúdios compartilhados, apresentando as obras em andamento e as pesquisas que vêm desenvolvendo nos últimos meses, bem como atividades especiais preparadas para o evento, como performances, exibições de vídeo e palestras públicas. Artistas atualmente em residência, no segundo ciclo do programa: Carlos Carvalho, Daniel Frota de Abreu, Élle de Bernardini, Filipe Acácio, Gayle Forman, Gustavo Torres, Laura Andreato, Léa Meier, Lucas Dupin, Luisa Brandelli, Nicolas Delaroche, Paloma Mecozzi, Raphaela Melsohn e Sol Casal.

 

/

Predição Instantânea do Tempo”, de Eduardo Navarro, é um projeto comissionado pelo Pivô e apresentado em seu espaço expositivo principal. Neste projeto, Navarro partiu de seu interesse nas possibilidades de interação entre humanos e fenômenos naturais – neste caso específico, o vento e suas correntes – para conceber uma instalação em grande escala composta por trinta “trajes meteorológicos”, eventualmente ativados por dançarinos profissionais e o público. A primeira ativação – na abertura da exposição – foi encenada por cinco bailarinos profissionais que usaram os trajes no entorno do Pivô, seus movimentos foram informados pelas correntes de vento daquele dia, sob a orientação do artista e da coreógrafa Zelia Monteiro, que colaborou com o Navarro no projeto. Para criar esta versão final do “balé eólico”, Navarro e Monteiro desenvolveram uma série de movimentos que serão realizados por trinta estudantes de dança da Etec das Artes, levando finalmente todos os trajes para a rua como um envoltório ritualístico para a exposição. A ação começará no Pivô e continuará no Minhocão.

A exposição foi prorrogada por mais uma semana e encerra no dia 3 de agosto. “Predição Instantânea do Tempo” contou com apoio do Instituto InclusArtiz.

Sobre Eduardo Navarro

 

Eduardo Navarro, 1979, vive e trabalha em Buenos Aires. Participou de diversas bienais como: SeMa Bienale Mediacity Seoul (2016); 3a Trienal do New Museum (2015); 12a Bienal de Sharjah (2015) e 29a Bienal de São Paulo (2010). Exposições individuais recentes incluem “Into ourselves”, The Drawing Center (2018); “Der TANK”, Art Institute (2017); “OCTOPIA”, Museo Rufino Tamayo (2016); “We who spin around you”, The High Line Art (2016). Sua obra integra importantes coleções como MAMBA, Sharjah Art Foundation e Thyssen- Bornemisza Art Contemporary.

 

/

 

A proposição “Algo Vai Mal“, das artistas Isadora Soares e Raquel Sena, vai inaugurar o programa Agente Duplo, no qual membros da equipe do Pivô propõem atividades para os espaços da instituição e suas plataformas online.

 

Em tom de brincadeira, a dupla propõe uma ação em que Mickey Mouse está doente e vai ao médico, transformando o térreo do Pivô em uma espécie de consultório. A imagem direta e absurda representa uma sociedade assombrada pelos efeitos psicossociais do capitalismo tardio, bem como o recente surgimento de lideranças políticas com características caricaturais.

 

“Algo Vai Mal” fica em cartaz até o dia 31 de agosto.

 

Sobre Isadora Soares e Raquel Sena

 

Isadora Soares (Belo Horizonte, 1995) vive em São Paulo. Tem formação em cinema e formação em andamento na graduação de artes visuais da FAAP. Em seu trabalho, ela explora as formas como o amor (Eros) foi representado ao longo da história, a partir de abordagens científico-ficcionais. Participou da exposição Anual de Artes da FAAP em 2016, 2017 e 2018, tendo sido premiada nas duas últimas. Seu trabalho “Duplo-cego” (2018) foi incorporado recentemente à coleção do MAB-FAAP. Em 2018, expôs no Valongo Festival da Imagem e participou da Escola Entrópica do Instituto Tomie Ohtake. Isadora trabalhou na área de fotografia contemporânea do Instituto Moreira Salles e atualmente é assistente de direção no Pivô.

 

Raquel Sena (São Paulo, 1992) é artista formada em Artes Visuais na UNESP. Seu trabalho permeia a apropriação de temáticas da cultura de massa, a estética “bootleg” e os memes de internet. Participou do projeto de ocupação artística coletiva “L.O.T.E” nos anos de 2012, 2013 e 2014 no prédio do Instituto de Artes da UNESP e das exposições “Ponto de Partida”(2012) e “Reincidência Paralela” (2013) ambas na Galeria Alcindo Moreira Filho (UNESP). Participa desde 2015 do coletivo ZikZine de publicação independente que também produz a Kraft – Feira de Publicações Independentes. Atualmente trabalha como produtora do programa de residências Pivô Pesquisa.

 

 

Horário das atividades

 

13h – Abertura do Pivô

14h – 15h – Ação “#SQN”, Carlos Carvalho

15h – 17h – Ativação “Predição Instantânea do Tempo”, Eduardo Navarro

17h – 18h – Proposição “Algo Vai Mal”, Isadora Soares e Raquel Sena

18h – 19h – Performance “Apesar das Ruínas e da Morte”, Élle de Bernardini e Luz de Pandora

19h – Encerramento