A River Waits Reply

Pauline Boudry & Renate Lorenz

Silent, 2017

13 a 18 de Outubro

Captura de Tela 2020-10-13 às 09.58.44
Caro Presidente
Caro presidente,
Seu perfil é vago,
Você não tem braços, nem cabelo, nem pernas, nem sexo
Seu inimigo é seu amante
Preciso de maquiagem, roupa íntima e hormônios!
Caro visitante,
Você é otimista,
Quando nosso país está em guerra?
A liberdade é mais masculina do que o genocídio?
A mentira é mais feminina do que os aliados?
Qual é a diferença entre terror, horror e guerra?
Qual é a diferença entre museu, obra de arte e inimigo?
Parece tudo igual para mim!

 

_____________________________________

 

Durante este ano de isolamento, nossa energia produtiva foi sufocada, nossa motivação reprimida pela pandemia e, simultaneamente, ouvimos o chamado para protestar, para expressar nosso descontentamento, para exigir justiça. Essa tensão nos atraiu para Silent (2017) de Pauline Boudry e Renate Lorenz, pois reflete o silêncio como uma forma de protesto, uma negação de serviço como resistência, mas também uma supressão da liberdade de falar, a mão cobrindo a boca dos oprimidos.

 

A interpretação da musicista Aérea Negrot da icônica composição de John Cage 4’33”, enquanto ela fica em frente a uma floresta de microfones como se fosse uma entrevista coletiva, amplifica o sentimento de antecipação e evoca o silêncio como uma forma de desobediência civil em arenas políticas. O palco está montado na Oranienplatz em Berlim, onde um  acampamento de protesto de refugiados aconteceu entre 2012 e 2014.

 

Essa performance é seguida por uma música composta para o filme. Em ambos, reconhecemos uma necessidade de desafiar a normalização aparente em formas não ditas (mas profundamente sentidas) de preconceito e intolerância. As artistas buscam o ponto de contato entre o ato desafiador do silêncio e o ato de quebrar o silêncio, como representativo de formas emergentes de dissidência política, mas também o poder da vulnerabilidade e do desejo sem remorso.

 

Pauline Boudry (Suíça) e Renate Lorenz (Alemanha) trabalham juntas desde 2007. Elas vivem e trabalham em Berlim.

 

Selecionado por Kadist (São Francisco/Paris).

 

_____________________________________

 

A River Waits Reply

 

Mostra de vídeos desenvolvida em parceria entre sete organizações artísticas internacionais, A River Waits Reply apresenta trabalhos de imagens em movimento de todo o mundo como uma resposta poética a este ano sem precedentes. É um ano que convida a novas formas de intercâmbio à distância e a um acerto de contas há muito esperado com a profunda desigualdade social e política que exige novas formas de solidariedade. Todas as sete instituições hospedarão simultaneamente cada vídeo em seus sites pela duração de uma semana, com a mostra se estendendo por sete semanas no total. Cada obra foi selecionada por uma organização parceira em resposta aos vídeos que a antecederam, produzindo uma sequência em cascata e um rio de pensamento sinuoso, interpretado através dos valores estéticos e sociais de seu respectivo contexto cultural.

 

O título da mostra foi tomado emprestado de um poema de Emily Dickinson.

 

Artistas

(em ordem de exibição)

 

Pauline Boudry & Renate Lorenz
Ria Pacquée
Miguel Calderón
Beatriz Santiago Muñoz
David Hartt
Martha Atienza
Pooja Gurung & Bibhusan Basnet

 

Colaboradores

 

Argos, Bruxelas
Gasworks, Londres
Kadist, São Francisco & Paris
MOCA Toronto
Museo Tamayo, Cidade do México
Para Site, Hong Kong
Pivô, São Paulo