Atuais


Futuros


Arquivo




Conversas

Nadja Abt apresenta Viagens no navio cargueiro, 1989 e 2017 + Conversa com Caio Reisewitz

19 Abr 2017

Visitação: QUA: 17h

Entrada: Gratuito



Viagens no navio cargueiro, 1989 e 2017

Nadja Abt, artista residente do programa Pivô Pesquisa, apresenta um curta-metragem sobre sua viagem em um navio cargueiro de Hamburgo, Alemanha, para Santos, no Brasil. Após o filme, Nadja conversa com o artista brasileiro Caio Reisewitz, que fez a mesma viagem, porém no trecho inverso, saindo de Paranaguá para Hamburgo, no ano de 1989. Caio também apresenta slides de seu trajeto no navio.

*O curta-metragem será exibido em alemão com legendas em inglês e a conversa será conduzida em português e inglês.

Sobre os artistas

Nadja Abt (Wiesbaden, Alemanha, 1984) é artista e trabalha entre Berlim e São Paulo. Nadja Abt estudou na University of Fine Arts, Berlin na classe de Josephine Pryde e no Programa de Artistas, Universidad Torcuato di Tella, Buenos Aires. Sua obra foi exibida na SOLO SHOWS em São Paulo e Exile Gallery, Berlim (2015), Castillo/Corrales, Paris e After the butcher, Berlim (2013) e Mathew Gallery, Berlim (2012), entre outros. Ela é integrante do coletivo Michel Volta cujas performances têm acontecido no Lothringer 13 Florida, Munique (2017), Between Bridges, Berlim (2016), Kunsthaus Bregenz (2015), e KW Institute for Contemporary Art, Berlim (2014), entre outros.

 

Caio Reisewitz (São Paulo, SP, 1967) é formado em artes plásticas pela Universidade de Mainz (Alemanha), Reisewitz tem especialização em poéticas visuais e mestrado pela Universidade de São Paulo. Entre as bienais de que participou estão a 26ª Bienal de São Paulo, 51ª Biennale di Venezia e Nanjin Biennale (2010, China). MUSAC – Museo de Arte Contemporáneo de Castilla e León, Instituto Moreira Salles Rio de Janeiro, Martin-Gropius-Bau Berlin, Ella Fontanals-Cisneros Collection Miami estão entre as instituições em que já expôs. Sua obra pode ser encontra em acervos como Cisneros Fontanals Art Foundation, Fundación ARCO Madrid, Collezione Fondazione Guastalla (Milão, Itália), Fond National d’Art Contemporain, França, MUSAC, Museu de Arte Moderna (de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador), Mark von Moerkerke Collection Brussels, Musée Malraux (Le Havre, França), entre outros. Em 2014 realizou exposição individual no ICP – International Center of Photography, em Nova York, um dos mais importantes espaços da fotografia mundial. Em 2015 Caio Reisewitz realizou quatro exposições individuais pela Europa, entre elas Caio Reisewitz no Maison Europeénne de la Photographie em Paris e Florestas, favelas e falcatruas no Huis Marseille Museum voor Fotografie em Amsterdam.

Créditos da imagem:

Still do filme “Der Tag einer Seefrau an Bord“ [Um dia de marinheira a bordo], curta-metragem, 9’41’’, 2017